PT ES EN
Santos
Publicidade
Parceria
GettyImages
AFP

Santos

Santos Futebol Clube

Confederação Brasileira de Futebol - CBF

Data de fundação: 14/04/1912

Apelidos: Peixe, Alvinegro-Praiano

Cidade: Santos, SP

Site oficial: www.santosfc.com.br

História:

O Santos Futebol Clube foi eleito pela FIFA em 2000, o melhor clube das Américas do Século XX e o 5º no mundo. A pesquisa foi feita exclusivamente com leitores da revista bimestral da entidade máxima do futebol. Fundado em 1912, o Santos é conhecido mundialmente por ter revelado o “Atleta do Século”, Pelé. O clube foi fundado no dia 14 de abril de 1912 por iniciativa de três esportistas da cidade: Francisco Raymundo Marques, Mário Ferraz de Campos e Argemiro de Souza Júnior.


Em setembro daquele ano, o Santos estrearia com o “pé direito” saindo vitorioso pelo placar de 3x2 no confronto contra o Santos Athletic Club (atual Clube dos Ingleses). Em 1913, o Peixe disputou o Campeonato Paulista, sua primeira competição oficial, mas só conquistaria o título estadual em 1935, dois anos após a profissionalização do futebol brasileiro. Depois de 20 anos, o Alvinegro Praiano quebrou o jejum de títulos, conquistando o bicampeonato no ano seguinte.


No entanto, o título estadual não foi o principal marco de 1956 para os santistas. A temporada marcou a chegada de Pelé, com 15 anos, a Vila Belmiro. Trazido por Waldemar de Brito, o jogador mudou de vez a história do clube. Com o Rei, foram 10 títulos estaduais (de um total de 22 do Santos até 2013), quatro Torneios Rio-São Paulo, seis Campeonatos Brasileiros, duas Libertadores, dois Mundiais de Clubes, uma Supercopa Sul-Americana dos Campeões Intercontinentais e uma Recopa dos Campeões Intercontinentais. No total, Pelé atuou em 1116 jogos e marcou 1091 gols pelo Santos, recordes absolutos do clube.


Após a saída do Rei em 1974, o Santos amargurou um período de seca de títulos nacional e internacional. Mas em 2002, o Peixe, conhecido por ser um grande revelador de talentos do futebol, apresentaria ao mundo Robinho e Diego que lideraram o clube na conquista do Campeonato Brasileiro. Dois anos mais tarde, outro título do nacional. Dessa vez, o meio-campista participou de nove jogos da campanha, sendo negociado para o Porto no meio da temporada, enquanto o Rei das Pedalas disputou a maioria das partidas, deixando o Santos apenas em 2005. No final da década, o Alvinegro Praiano revelaria nova safra de bons jogadores, entre eles, Neymar. O camisa 11 foi decisivo nas conquistas do tricampeonato paulista (2010-2012), da Copa do Brasil (2010) e da Libertadores (2011).


No dia da fundação, ficou decidido que o clube usaria camisa com listras verticais azuis e brancas, separadas por um fio dourado, em homenagem ao Clube Concórdia, local da reunião. No entanto, devido à dificuldade de se confeccionar uniformes com as cores, o Santos teve de abandonar o azul. Em reunião da diretoria, o sócio Paulo Pelúcio sugeriu que o clube adotasse as cores preta, que simbolizaria a nobreza, e branca, que representaria a paz. Tradicionalmente, o Alvinegro Praiano utiliza a camisa titular predominantemente branca. A listrada verticalmente com as cores preta e branca é usada no “Away Kit”. Em algumas oportunidades, como no ano de seu centenário, o Peixe utilizou camisas azuis, em menção à cor da origem do clube.

Veja também

Google+