Betway Brazil Sports Banners

Decisão sulista: Athletico e Internacional se enfrentam pelo título da Copa do Brasil

A decisão da Copa do Brasil promete ser épica. Isso porque será definida por dois grandes clubes do Sul do Brasil. Athletico e Internacional iniciam a disputa da decisão da competição nesta quarta-feira, dia 11, às 21h30, na Arena da Baixada, em Curitiba. O segundo e decisivo confronto será semana que vem, dia 18, no estádio Beira-Rio.

Essa será a segunda vez que dois times do Sul do Brasil decidem a competição. A primeira aconteceu em 1991, ano que o Criciúma conquistou seu título da Copa do Brasil diante do Grêmio. Para quem não se lembra, o treinador do Tigre era ninguém menos que Luiz Felipe Scolari.

Dezoito anos depois, a Copa do Brasil volta a ter um “sotaque sulista”. Athletico e Internacional nunca decidiram a competição nacional, mas já se enfrentaram em uma edição da competição. Pelas quartas de final do torneio de 2013, o Furacão eliminou o Colorado com dois empates (1 a 1 e 0 a 0) e avançou de fase. Foi naquele ano que o time de Curitiba bateu na trave, ficando com o vice-campeonato, perdendo para o Flamengo na decisão. O Internacional vem em busca do seu bicampeonato. A conquista anterior aconteceu muitos anos atrás, em 1992, quando a equipe chegou na final e venceu o Fluminense na decisão.

Além da taça e da vaga para a Libertadores da América de 2020, o campeão da Copa do Brasil fatura nada menos que 52 milhões de premiação. Vale lembrar que nesta edição da competição não existe gol qualificado. Dois resultados iguais, mesmo com saldo de gols diferentes, levam a decisão para os pênaltis.

Quem é o grande favorito para vencer a competição? Nas melhores casas de apostas, o Internacional sai na frente pela sua tradição, mas será que o Athletico vai deixar barato? Prepare-se para dois grandes confrontos.

Confiança paranaense

O Athletico chega para a decisão com muita confiança. Não é por menos, o Furacão eliminou o poderoso Flamengo, tricampeão da Copa do Brasil e dono do elenco mais caro do país e o Grêmio, segundo maior campeão do torneio (5 títulos). Com moral elevada, o time de Curitiba chega preparado para mais um grande desafio na sua história.

cap
(Torcida do Athletico na Arena da Baixada: confiança no caldeirão paranaense)

Os últimos anos têm sido muito bons para o Furacão. Atual campeão da Copa Sul-Americana, o Athletico tem participado frequentemente e com boas campanhas na Libertadores da América. Sua experiência em grandes decisões já não é mais novidade. Um dos pontos fortes da equipe é a qualidade do time. Com a base mantida desde o ano passado, o elenco se conhece e isso facilita muito o trabalho do técnico Tiago Nunes, que também está com o grupo desde 2017, mas tendo assumido a equipe principal em 2018. O treinador é uma das revelações do futebol brasileiro.

Para ficar o título, Tiago poderá usar o que ele tem de melhor. Um dos destaques da equipe é o atacante Marco Ruben. O argentino é o goleador da equipe na temporada com oito gols marcados. O jogador tem sido um diferencial do Furacão na campanha. Outra peça importante do elenco atleticano é o goleiro Santos. Cria da base, o arqueiro participou da campanha do vice-campeonato da Copa do Brasil em 2013 e sabe muito bem os segredos para vencer o torneio. Na época ele era banco do Weverton, que hoje atua no Palmeiras. Santos garante que o elenco atual é mais forte e pode surpreender o Internacional.

O peso da camiseta colorada

Não tem como negar que o favoritismo para a conquista da Copa do Brasil é do Internacional. O Colorado é um dos grandes times do futebol brasileiro e seus títulos comprovam isso. Campeão do mundo em 2006, bicampeão da Libertadores, tricampeão Brasileiro. As estrelas fazem a camisa vermelha pesar e isso pode fazer a diferença na disputa psicológica entre os dois times.

inter guerrero-comemora-gol-do-inter-contra-o-cruzeiro
(Guerrero e D’Alessandro: além do peso da camisa Colorada, muita experiência em campo)

Além disso, o elenco do Inter é recheado de grandes jogadores como o meia D’Alessandro e o atacante Paolo Guerrero. E por falar no peruano, o jogador caiu perfeitamente no esquema do técnico Odair Hellmann. Ele é um dos responsáveis por colocar o Colorado em mais uma final da Copa do Brasil. Artilheiro da competição com cinco gols, o goleador foi um dos destaques na vitória sobre o Cruzeiro por 3 a 0, pela semifinal, marcando duas vezes. Vale lembrar que a Raposa é a maior vencedora do torneio com seis títulos. É muita moral.

Mas para ficar com o título o Internacional terá que quebrar um jejum. O Colorado não vence uma competição nacional desde 1992, exatamente quando conquistou a Copa do Brasil. Este também seria o primeiro título Colorado após a retomada iniciada em 2017, quando o time de Porto Alegre teve que disputar a Série B pela primeira vez e hoje volta a ser uma das grandes potencias do nosso futebol.

Categorias: CampeonatosPágina inicial

Agência eMarket

Somos especializados em mkt digital para auxiliar empresas a prospectar, manter e rentabilizar clientes e negócios.

Colaborador do FUTBOX | Seja um blogueiro do FUTBOX.

Veja também: