Não é o resultado, mas sim o desempenho como maior valor

Jürgen Klopp e Pep Guardiola são técnicos de futebol e não treinadores. Os dois gostam e buscam jogar bem, é a prioridade em seus trabalhos. E conseguem transmitir esse conceito para os diretores e torcedores dos seus clubes. Não é o resultado, mas sim o desempenho como maior valor. Kloop, por exemplo, estava rindo à beira do campo (jogo de ida da semifinal da Liga dos Campeões) diante da exibição de gala de Lionel Messi. Estava 3×0 para o Barcelona.

Do outro lado temos o Ajax resgatando a filosofia do “futebol total” de 1971-72-73 quando foi tricampeão da Liga dos Campeões e de 1974 quando a Holanda mudou o jogo para sempre na Copa do Mundo realizada na Alemanha Ocidental. Na época foi comandada por Rinus Michels que treinou Cruijff que depois treinou Rijkaard que treinou Guardiola que por fim treinou Messi. Toda essa traje(his)tória no Barça.

Então, quando o Liverpool consegue sair de um 3×0 para um 4×3 em cima desse lastro holandês que é o Barcelona, que tem ainda um dos 5 maiores jogadores da história do futebol, e exatamente do outro lado, temos o maior clube da Holanda ressurgindo com o mesmo conceito do futebol total de 40 anos atrás, só que contemporâneo, isto é, a habilidade está no controle de bola e na troca de passes em alta velocidade e não necessariamente no drible, temos a maior final do século!

Claro, o Tottenham não tem nada a ver com isso e pode surpreender. Mas seria uma pena para o futebol. Menos para os torcedores do clube londrino!

Importante: a seleção brasileira já fazia isso em 1970, só que com bem menos velocidade. O Flamengo de 1981 e o São Paulo de 1991-92 do Mestre Telê também. Mas infelizmente o futebol brasileiro foi perdendo sua essência e desprezando seu passado. Inclusive, isso é crônico em outros setores. O resultado ficou mais importante do que o desempenho. Os 7 a 1 são a síntese desse cenário, onde o treinador da época é o atual campeão brasileiro. Méritos para Felipão, por dar a volta por cima. Entretanto, vale e muito a reflexão sobre a qualidade e, principalmente, a proposta do futebol brasileiro e de seus treinadores.

Categorias: OpiniãoPágina inicial

Adriano Ávila

A prova inquestionável que existe vida inteligente fora da Terra é que eles nunca tentaram contato com a gente.

Veja todos os posts de

Veja também:

  • Repensando o Futebol

    O principal objetivo da tecnologia durante o século XXI será humanizar o ser humano. Diante de todos os desafios atuais, tornou-se mais estratégico do que nunca assimilarmos as pistas que existem nos diversos cenários da sociedade para superar essa pandemia.

  • AS NOVAS DEMARCAÇÕES DO CAMPO DE FUTEBOL

    Mais gols, mais emoção e menos erros de arbitragem! Conheça as novas demarcações do campo de futebol. Comente e divulgue a sua opinião!

  • A Chave da Morte na Copa da Rússia

    As oitavas vão começar! No mata-mata o negócio é diferente, fica muito mais emocionante, ainda mais com a novidade dessa Copa: a "Chave da Morte"!

  • Final Libertadores 2018: o alto custo da valorização da marca

    Final da Copa Libertadores da América - edição 2018 - jogo da volta: River Plate campeão após a vitória por 3 a 1 sobre seu arquirrival, o poderoso Boca Juniors. Em pleno Estádio Santiago Bernabéu, Madrid, Espanha.

  • Top 5 Curiosidades da Copa do Mundo de 90

    Conheça algumas curiosidades da Copa do Mundo de 90

  • 10 NOVAS REGRAS PARA O FUTEBOL

    Uma partida sem bandeirinhas. Disputa por pênaltis antes da prorrogação. Jogo mais justo e emocionante! Conheça as 10 novas regras para o futebol.