FUTBOX FANS: venda de ingressos e taxa de ocupação dos estádios ilimitadas. Com todo mundo em casa.

Geração de receita, ativação dos patrocinadores, engajamento, interação e premiações aos torcedores em tempo real.

O Futbox Fans é uma solução que resolve os problemas do mercado do futebol em tempos de coronavírus, durante e pós-pandemia, pois não se limitada ao cenário estabelecido pelo covid19, sem a presença física dos torcedores nos estádios. Pode coexistir também com o retorno das pessoas a esses locais, pois a taxa de ocupação histórica nos estádios de futebol permite que setores ociosos permaneçam com essa Solução.

Utilizamos o Brasileirão 2020 como referência para o desenvolvimento do Projeto, com 100 jogos por mês. Nesse cenário o custo da Solução fica em torno de R$ 5.000,00 por jogo (já incluídos licenciamento e manutenção referentes ao desenvolvimento da parte tecnológica), tendo ainda a possibilidade da venda de ingressos, camarotes e inserção de anúncios dos patrocinadores antes, durante e após as partidas. Com um detalhe: todo mundo continua em casa, em segurança.

Se analisarmos os custos para abertura de um estádio, entre R$ 50.000,00 e R$ 100.000,00 com portões fechados (sem torcida) e R$ 250.000,00 com torcida (media de 30.000 pessoas presentes), estamos falando de algo muito viável. Esse custo de desenvolvimento (TI) e os complementares, relativos aos fornecedores (empresas responsáveis pela estrutura necessária in loco – no estádio), podem ser pagos, por exemplo, por meio da venda dos ingressos, dos patrocinadores ou do player detentor dos direitos de transmissão. Inclusive, o valor de saída do ingresso é bem atrativo, mas confidencial por enquanto.

Importante entendermos que não é a realidade que tem que se adaptar aos contratos firmados anteriormente à pandemia, são esses mesmos contratos que precisam ser revistos e atualizados diante do “novo normal”. O maior erro que podemos cometer é pensar com a cabeça do capitalismo do século XX. Ele também não existe mais.

 

Concepção Futbox Fans

 

A ideia surgiu no final de abril de 2020, mais precisamente dia 20, quando tive uma reunião remota com clientes do Futbox. Fiquei observando a tela do meu computador com todos “presentes” alí e impossibilitados de se encontrarem presencialmente. A Solução foi apresentada para um grande player pouco mais de 30 dias depois, no dia 3 de junho. Na época, e até o momento, não temos nada no mercado que resolva realmente o problema dos jogos sem torcida.

Na verdade, vejo que o real problema não foi percebido por alguns até agora, as alternativas existentes visam a transmissão da partida e não o que vai ser transmitido. Alguns exemplos ao redor do mundo:

 

1) Torcida de papel não é torcida, é cenário

Você consegue imaginar um jogador marcando um gol e correndo para essa torcida de papel?

Iniciativa do Corinthians junto aos seus sócios-torcedores.

Iniciativa do Corinthians junto aos seus sócios-torcedores.

 

2) Bonecas infláveis nas arquibancadas. Mil desculpas…

Sem dúvida a mais constrangedora das opções apresentadas. Sintetiza todo o machismo da sociedade, presente até hoje em pleno 2020.

O FC Seoul precisou pedir desculpas à torcida.

O FC Seoul precisou pedir desculpas à torcida.


3) “Arquibancasa”: na trave!

Ótimo conceito, mas faltou o braço comercial: geração de receita e possibilidade de escala, limitados pelo serviço de videoconferência utilizado.

Clube Aarhus da Dinamarca.

Clube Aarhus da Dinamarca.

 

O conceito do projeto do Aarhus é próximo ao do Futbox Fans, mas o clube dinamarquês não conseguiu resolver o problema da receita, a proposta gera apenas valor, que é muito importante, mas ainda não é a solução. Outro problema aqui é o limite de telas (torcedores) por telão (transmissão via streaming): 25 no máximo.

Tivemos ainda mais duas alternativas que, inclusive, são empregadas hoje: o audio da torcida nos estádios de futebol (Bundesliga, Alemanha) e a computação gráfica nas arquibancadas “Torcida Virtual” (La Liga, Espanha). Essa última com grandes críticas dos torcedores e sites esportivos, pois o resultado, visível apenas por algumas tomadas de cameras, ficou igual a “confetes prensados”.

 

Sevilla x Betis, La Liga 2020: estreia da "solução".

Sevilla x Betis, La Liga 2020: estreia da “solução”.

 

As armadilhas

 

Todos os projetos acima são insuficientes, mesmo possuindo grande empenho e qualificação dos envolvidos: gestores, clubes, empresas de TI, etc. A questão continua a mesma apontada no início do texto:

“O real problema ainda não foi percebido, todas as alternativas visam a transmissão da partida e não o que vai ser transmitido.”

Torcida transformada em cenário, som ambiente ou ainda, uma arquibancada totalmente vazia, já que a “Torcida Virtual”, como o próprio nome diz, não está lá, não resolvem nada, são apenas maquiagem. Os jogadores continuam jogando em estádios vazios e os jogos permanecem sem gerar receitas diretas para os seus clubes.

O torcedor é a razão de tudo, mas internalizar essa máxima é uma armadilha. A outra é mais antiga, tratar o dinheiro como objetivo e não como ferramenta. O foco precisa ser o artista e a comercialização deve priorizar sempre o espetáculo. Pensar macro e agir “de micro em micro”.

Quanto mais o jogador se doar em campo, mais a partida será emocionante, consequentemente, mais audiência, mas motivação para compra dos ingressos, do campeonato, não somente do jogo. Para isso os gestores dos clubes precisam pensar o produto em conjunto, dessa forma será entregue algo irrecusável ao torcedor e o lucro para os envolvidos será muito maior também.

 

A Solução

 

O problema a ser resolvido é trazer de volta a alma do jogo que o vírus tirou, de uma forma real e rentável, que gere valor e receita para o mercado do futebol, e mais, para que ele se torne, efetivamente, um ecossistema.

A partir dessa constatação óbvia teve início todo o processo de articulação e sensibilização para que a Solução Futbox Fans fosse validada primeiramente, e depois disponibilizada para testes e implementação.

O primeiro ponto foi mapear as expertises no mercado, apresentar o projeto aos profissionais e empresas estratégicas para complementarem o Futbox e iniciar a gestão das equipes e dos fornecedores em questão. Foi um processo intenso e durou aproximadamente um mês. A Solução precisava fazer sentido para os torcedores e emocionar os jogadores em campo, como a torcida tradicional, presente nas arquibancadas. Vender e gerir com segurança os ingressos (comuns e camarotes), as transmissões dos jogos durante o campeonato e ainda, possibilitar retornos significativos para os clubes e patrocinadores em questão, tudo online, via streaming, com a torcida presente no estádio, mas com todo mundo continuando em casa, em segurança.

 

Testes de projeção

 

No dia 19 de maio de 2020 realizamos os primeiros testes de projeção no Mineirão em Belo Horizonte. Simulamos o cenário do Brasileirão 2020 como já foi dito. Inicialmente a imagens dos torcedores que compraram os ingressos foram projetadas diretamente nos telões, montados na lateral do campo, de frente para as câmeras de TV. Entretanto, dessa forma só funcionaria para jogos à noite. No formato de retroprojeção o problema permaneceria. A solução foi realizar o streaming em painéis de LED, com resolução adequada para qualquer horário das 9h às 22h.

Estádio Mineirão, Belo Horizonte, 19/05/2020.

Estádio Mineirão, Belo Horizonte, 19/05/2020.

 

Projeção das imagens dos torcedores.

Projeção das imagens dos torcedores.

Streaming com variação de 81 a 2.025 torcedores por telão.

Streaming com variação de 81 a 2.025 torcedores por telão.

 

Plataforma online: comercialização, venda e gestão dos ingressos

 

Com a estrutura concebida e validada, desenvolvemos paralelamente aos testes de projeção, a plataforma responsável por comercializar todo o processo. O caminho percorrido pelo torcedor (experiência do usuário) é simples, objetivo e promove o engajamento e a interação da torcida com os patrocinadores.

A gestão de marca inteligente de um clube de futebol, campeonato, produto ou evento, acontece quando geramos valor entre torcedor e patrocinador: Metodologia dos 3Ts.

As telas a seguir mostram, desde o início da jornada do usuário para a compra do ingresso, até sua participação, presença efetiva no campo e engajamento com as marcas envolvidas. É a torcida em tempo real, vibrando com o jogo, interagindo com os jogadores, participando de sorteios, além dos possíveis formatos de anúncios que a Solução Futbox Fans promove.

Plataforma Futbox Fans: gestão da venda dos ingressos.

Plataforma Futbox Fans: gestão da venda dos ingressos.

 

81 torcedores por telão com opção de looping ainda.

81 torcedores por telão com opção de looping ainda.

 

Áreas vips e camarotes: expansão do produto comercializado.

Áreas vips e camarotes: expansão do produto comercializado.

 

Sorteios. Geração de valor entre torcedor e patrocinador.

Sorteios. Geração de valor entre torcedor e patrocinador.

 

Anúncios dos patrocinadores: antes, durante a após o jogo.

Anúncios dos patrocinadores: antes, durante a após o jogo.

 

Importante observar que tudo mudou e as transmissões convencionais via cameras de TV não podem permanecer as mesmas, precisam registrar a partir de agora o que irá acontecer tanto nas arquibancadas (quando a torcida presencial retornar) como o que será transmitido via streaming nos painéis, onde os torcedores estarão vibrando, torcendo e participando das interações digitais com as marcas patrocinadoras, com as mascotes dos times, com os jogadores recebendo mensagens de familiares, amigos e fãs, e até mesmo, com o público presente fisicamente, quando esse retornar.

Estamos em um novo momento das relações humanas e da sociedade em geral, onde entender o papel da tecnologia será fundamental para o sucesso de um empreendimento, negócio ou lançamento de um novo produto.

O principal objetivo da tecnologia no século XXI será humanizar o ser humano, ser um canal de relacionamento e benefícios, não uma substituição.

A Solução Futbox Fans pode fazer parte do pacote de ofertas do player detentor dos direitos de transmissão aos seus anunciantes. São novas formas dos patrocinadores se relacionarem com o mercado contemporâneo, entendendo seu comportamento, hábitos e desejos, de consumo e pertencimento.

A inovação presente aqui não é a criação de uma nova tecnologia, mas a mistura de ingredientes que já existiam, mas se encontravam separados. Ressignificar de fato algumas ferramentas para geração de valor e receita, não só para o mercado do futebol, mas para qualquer evento de massa.

Vários estádios serão revitalizados, outros estão em fases de liberação para iniciar suas obras de construção. Todos já podem, por exemplo, inserir esse modelo de negócios em seus projetos.

A Solução está disponível, demanda pouco tempo de implementação. É só contratar.

 

 

 

 

[email protected]

 

Artigo que escrevi para a Exame sobre o cenário do futebol durante e pós-pandemia. Agradeço ao jornalista Vinicius Lordello pelo convite e oportunidade em debater as soluções empregadas no Brasil e no mundo. A matéria completa:

 

 

Categorias: FutebolPágina inicial

Adriano Ávila

A prova inquestionável que existe vida inteligente fora da Terra é que eles nunca tentaram contato com a gente.

Veja todos os posts de

Veja também: